Tel: +32 (0)68.55.14.82
Fax: +32 (0)68.56.89.40

Lipoproteína (a)

A lipoproteína (a) (Lp(a)) é uma partícula composta por lípidos e proteínas; uma parte desta partícula é composta por fosfolípidos, colesterol e uma apolipoproteína específica, a apolipoproteína B100, idêntica às LDL (low-density lipoproteins [lipoproteínas de baixa densidade]) que transportam o colesterol.  A outra parte é uma apolipoproteína (a) ligada à apoliproteína B100 por pontes dissulfito. A apolipoproteína (a) (não confundir com a apo A1) é específica da Lp(a) e é sinónimo de risco cardiovascular acrescido.  Desconhece-se a função específica da Lp(a). É possível que a Lp(a) se comporte como uma proteína de fase aguda. É por isso preferível determinar os seus níveis fora de qualquer reação inflamatória. A concentração de Lp(a) parece, em muito grande parte, ser determinada geneticamente; a indicação para o doseamento da Lp(a) é a despistagem de risco cardiovascular (aterosclerose, coronariopatias). Parece que a Lp(a) aumenta o risco de doenças cardíacas quer pela competição com o plasminogénio pelos locais de ligação nos coágulos sanguíneos, quer por provocar a formação de ateromas.